rfi

No ar
  • RFI em Português
  • Noticiário em Português
  • RFI Mundo

Pedofilia Igreja Católica Vaticano

Publicado a • Modificado a

Vaticano reage a relatório sobre pedofila

media
Papa aprova criação de um tribunal para julgar bispos que encobrem casos de pedofilia (imagem de ilustração). REUTERS/Dado Ruvic

O Vaticano reagiu nesta Quinta-feira à notícia e investigação sobre abusos sexuais praticados por mais de 300 padres na Pensilvânia, manifestando vergonha e dor, e afrmando que o Papa Francisco está do lado das vítimas.  


Um relatório do Grande Júri da Pensilvânia, publicado na passada Terça-feira, revelou que 300 sacerdotes católicos abusaram sexualmente de mais de mil crianças, entre 1940 e os anos 2000. Por outro lado,  o relatório afirma que a Igreja católica é acusada de ter escondido os factos.

O inquérito prossegue, neste momento, e a Santa Sé reagiu, em comunicado : "As vítimas devem saber que o Papa está do seu lado. Aqueles que sofreram são a sua prioridade, e a Santa Sé quer ouvi-los, para erradicar este trágico horror que destrói a vida dos inocentes".

Não é a primeira vez que um júri popular revela escândalos de pedofilia no seio da Igreja Católica americana, mas nunca tinham sido revelados tantos casos.

Duas palavras se destacam no comunicado do Vaticano : Vergonha, e Dor. "Os abusos descritos são criminosos e moralmente reprováveis. Estes actos traíram a confiança, e roubaram a dignidade e a fé às sus vítimas”.