rfi

No ar
  • RFI em Português
  • Noticiário em Português
  • RFI Mundo

Prémio Nobel Literatura Suécia Assédio sexual

Publicado a • Modificado a

Academia Sueca não vai atribuir o Prémio Nobel da Literatura

media
Kristina Lugn, membro da Academia Nobel News Agency/Fredrik Sandberg/via REUTERS.

A Academia Sueca anunciou que não vai entregar o Nobel da Literatura este ano. O motivo é o escândalo conhecido recentemente que envolve fugas de informação e abusos sexuais.


A decisão foi tomada depois da revelação, no final do ano passado, de que o marido de um dos membros da Academia, o dramaturgo e fotógrafo francês Jean-Claude Arnault, tinha sido acusado de ter assediado sexualmente 18 mulheres e de ter divulgado antecipadamente alguns nomes de escritores que viriam a receber o Nobel.

A crise tornou-se óbvia em Abril com a demissão de Sara Danius, a secretária permanente e professora de Literatura na Universidade de Estocolmo que é a cara da Academia desde 2015, a quem cabe anunciar o vencedor todos os anos numa cerimónia ritual que tem lugar em Outubro.

Esta saída coincidia com a renúncia da poetisa e ensaísta Katarina Frostenson, mulher de Jean-Claude Arnault (que nega as acusações), já depois de três outras saídas, numa academia com 18 membros.

O comunicado publicado esta sexta-feira pela Academia Sueca justifica decisão: "a Academia sente-se actualmente diminuída e com uma reduzida confiança do público".

Segundo o mesmo comunicado, os 18 membros activos da Academia Sueca concordam que "as práticas têm que evoluir" e o trabalho de revisão de metodologias teve início muito recentemente.

"Um dos objectivos é modernizar a interpretação dos estatutos da Academia, principalmente a questão da renúncia dos seus membros", que são nomeados por toda a vida e não têm forma de se demitirem.

Fundada em 1786, a Academia Sueca já suspendeu o prémio sete vezes: em 1915, 1919, 1925, 1926, 1927, 1936 e 1949. "Em cinco dessas ocasiões, o prémio foi adiado e entregue ao mesmo tempo que o prémio do ano seguinte", afirmou a Academia em comunicado.

A Academia Sueca vai distinguir dois escritores em 2019. O prémio relativo a 2018 vai ser atribuído em 2019, em paralelo com o escritor que será distinguido no próximo ano.