rfi

No ar
  • RFI em Português
  • Noticiário em Português
  • RFI Mundo
Urgente
Croácia apurou-se para oitavos de final derrotando a Argentina por 3 a 0

Moçambique Dívida FMI

Publicado a • Modificado a

Dívida moçambicana será insustentável em 2022

media
Mercado de Maputo. 11 de Janeiro de 2014. ALEXANDER JOE / AFP

O Fundo Monetário Internacional avisa que a trajetória da dívida pública em Moçambique é "insustentável" e que 4 dos 5 indicadores sobre a dívida ultrapassam o limite, atingindo os 126% do PIB em 2022.


A dívida pública moçambicana está a tornar-se insustentável.De acordo com o Fundo Monetário Internacional,a dívida de Moçambique poderá atingir a cifra de 126% do Produto Interno Bruto em 2022.

Na sua análise anual à sustentabilidade, a dívida pública externa e com garantias do Estado face ao PIB , o FMI afirma que a mesma excede largamente o limite prudencial de 40% nos próximos oito anos.

A instituição financeira realça que o custo do serviço da dívida externa de Moçambique ,comparado com as receitas do Governo, continua em média, acima de 30% a médio prazo.

O documento elaborado por técnicos do FMI e do Banco Mundial, revela tambem a vulnerabilidade da dívida interna moçambicana que,no ano passado atingiu 25% do PIB. Esta preocupação já foi evocada pelo Governador do Banco Central, Rogério Zandamela.

Perante a situação que se prevê cada vez mais sombria para a economia,a trajectória da dívida pública moçambicana, de acordo com o FMI(Fundo Monetário Internacional), é "insustentável" .

A citada trajectória é também o resultado dos efeitos da suspensão da ajuda externa, ao orçamento do Estado moçambicano ,pelos parceiros internacionais desde finais de 2015.

O sector privado moçambicano defende reformas urgentes para a melhoria do ambiente de negócios, captação de investimentos estrangeiros, bem como a revisão dos beneficios fiscais concedidos aos megaprojectos.