rfi

No ar
  • RFI em Português
  • Noticiário em Português
  • RFI Mundo

Futebol África Angola São Tomé e Príncipe Moçambique Guiné-Bissau Mundial

Publicado a • Modificado a

Mundial 2022: Djurtus e Mambas triunfaram na primeira mão

media
Mama Baldé, internacional guineense. OZAN KOSE / AFP

A primeira mão da primeira fase de apuramento no continente africano para o Mundial de 2022 no Qatar começou nesta quarta-feira. Moçambique e a Guiné-Bissau venceram os respectivos jogos.


Uma eliminatória em duas mãos pode desde já definir o futuro futebolístico de uma Nação em África. Esta primeira fase conta com os países que têm o pior ranking africano. Três lusófonos entraram em acção com sortes diferentes.

A Guiné-Bissau, que esteve presente no último CAN, deslocou-se a São Tomé e Príncipe e venceu por 0-1 com um golo apontado aos 85 minutos por Joseph Mendes. Uma vantagem necessária antes do jogo da segunda mão a 10 de Setembro em Bissau. Mama Baldé, internacional guineense, falou à RFI antes do jogo e já acreditava numa vitória dos Djurtus neste duelo 100% lusófono.

Mama Baldé, internacional guineense 04/09/2019 ouvir

Moçambique também entrou a vencer nesta eliminatória com um triunfo por 0-1 na deslocação às Ilhas Maurícias com o único tento a ser apontado por Telinho aos 9 minutos de jogo. Os Mambas também partem em vantagem para a segunda mão que decorre em Maputo a 10 de Setembro.

Por fim, Angola joga a primeira mão na Gâmbia apenas na sexta-feira, enquanto a segunda mão, em Luanda, também vai decorrer a 10 de Setembro. Os vencedores desta primeira fase seguem em frente onde vão encontrar as equipas já apurados por terem uma boa classificação a nível africano. Nesse lote de países encontramos Cabo Verde, o quinto país da África Lusófona.