rfi

No ar
  • RFI em Português
  • Noticiário em Português
  • RFI Mundo

São Tomé e Príncipe ADI MLSTP-PSD Justiça Atentado Patrice Trovoada África Lusófona

Publicado a • Modificado a

Tribunal liberta suspeitos de atentado contra PM santomense

media
Patrice Trovoada, primeiro-ministro de São Tomé e Príncipe, denuncia conexão francesa para o assassinar RFI / Cristiana Soares

Em sao Tomé e Príncipe, a ADI, partido no poder mostrou-se "incrédula" com a decisão da Justiça colocar em liberdade os dois detidos pela alegada "tentativa de subversão da ordem constitucional no país. Já o MLSTP-PSD, na oposição, condenou e distanciou-se deste acto. 


Um Tribunal de S. Tomé e Príncipe, decidiu libertar dois dos presumíveis suspeitos do atentado contra o primeiro-ministro, Patrice Trovoada. Foram postos em liberdade sob termo de identidade de residência, depois de serem ouvidos pelo ministério público.

Levy Nazaré, secretário-geral do partido ADI, no poder, manifesta-se "incrédulo" com esta libertação de Gaudêncio Costa e Ajax Managem, os dois suspeitos.

O MLSTP-PSD, através do seu líder interino, Américo Barros, condena e distancia-se de actos que ferem o Estado de direito democrático, no país.

A segunda maior força política do país exorta pela presenção de inocência até que se prove o contrário. 

A tentativa  de assassinato do Primeiro-ministro santomense, Patrice Trovoada, tem conexões externas e quem o afirma é o próprio Patrice Trovoada, que diz tratar-se de um cidadão francês, sem citar a sua identidade. 

O Primeiro-ministro, afirmou ainda que as autoridades policiais e judiciais santomenses vão solicitar apoio internacional para apurar esta conexão externa. 

Este casos acontece a escassos meses das eleições legislativas e autárquicas que terão lugar no terceiro trimestre deste ano.

As investigações prosseguem até que sejam apuradas outras informações.

De S. Tomé, o nosso correspondente, Maximino Carlos. 

Maximino Carlos, correspondente em S. Tomé e Príncipe 23/06/2018 ouvir