rfi

No ar
  • RFI em Português
  • Noticiário em Português
  • RFI Mundo

São Tomé e Príncipe Golpe de Estado Milícias Militar Acusações

Publicado a • Modificado a

São Tomé : Novas acusações sobre o financiador do golpe de Estado de 2003

media
Palácio Presidencial, em São Tomé e Príncipe RFI / Liliana Henriques

São Tomé e Príncipe foi ontem abalado por uma polémica após novas acusações sobre um potencial responsável pelo Golpe de Estado de 16 de Julho de 2003. Num vídeo divulgado nas redes sociais por Peter Lopes, o membro do antigo batalhão Búfalos acusa Patrice Trovoada de ser o financiador do golpe de Estado. Acusações que foram prontamente negadas pelo chefe do executivo.


Patrice Trovoada, o Primeiro Ministro de São Tomé e Príncipe, foi acusado na terça-feira, dia 15 de Agosto, por Peter Lopes, um membro do antigo batalhão Búfalos [uma unidade de forças especiais que participou em várias operação de combate no continente africano] de ser o financiador do Golpe de Estado e de ter comandado o assassínio dos ex-presidentes Pinto da Costa, Fradique de Menezes ou ainda Oscar Souza, o antigo ministro da defesa.

Em 2003, Peter Lopes participou no assalto ao quartel-general das forças armadas, que tinha a intenção destituir o poder democraticamente eleito. No seu vídeo, divulgado ontem no Facebook e no Jornal online santomense Téla Nón, este último dirige-se a Patrice Trovoada acusando-o de ser o principal instigador do Golpe de Estado :

Senhor Patrice Trovoada, lembras que tu tens compromissos connosco sobre o Golpe de Estado de 2003, no qual o senhor foi financiador. Eu tenho cartas assinadas pelo teu gabinete, pela tua secretária para eu trazer investidores em São Tomé, trouxe, gastei tempo, gastei dinheiro, fiz compromissos. Quem vai pagar estes gastos todos? O senhor tem vários compromissos connosco, o senhor disse-nos que, uma vez no poder, ia-nos dar parte dos negócios que nós gostaríamos de fazer. Todos têm que saber, o senhor mandou-nos matar o senhor Pinto da Costa e nós não aceitamos. O plano do senhor, depois do Golpe era para assassinar o ex-presidente Fradique de Menezes. O senhor tem que lembrar que tem compromissos connosco a dizer para nós assassinarmos o Oscar Souza, o que nos negamos. O senhor tem que lembrar que foi a fonte da destruição dos 12, o senhor infiltrou o nosso grupo, destruiu os Búfalos”, declarou Peter Lopes no seu vídeo.

Ouça as declarações de Peter Lopes :

Peter Lopes 17/08/2017 ouvir

Acusações que foram prontamente desmentidas pelo Primeiro Ministro. Patrice Trovoada, numa declaração à Rádio e Televisão de São Tomé e Príncipe, disse tratarem-se de calúnias, difamação e remeteu o caso para a justiça :

« Realmente estou tranquilo e estes ataques não me tocam. É uma grande irresponsabilidade, e eu sempre apelei os órgãos judiciais para tudo fazer para trazer estas pessoas para justiça porque trata-se de pura, simples e maldosa difamação. Neste caso particular eu vi que logo que saiu de manhã o MLSTP no Parlamento tentou também explorar mas isto é tudo a mesma categoria, são pessoas que funcionam de maneira sincronizada. O mais importante é devido à natureza daquilo que foi dito, eu pedi às autoridades judiciais santomenses e sul-africanas para agirem porque na África do Sul é um crime passível de pena maior. Então as autoridades de polícia que façam o trabalho o mais rapidamente possível e que as pessoas maldosas, ingratas e irresponsáveis, malucas talvez sejam chamadas a justiça para assumirem as suas responsabilidades” declarou Patrice Provoada.

Ouça as reacções de Patrice Provoada :

Patrice Trovoada 17/08/2017 ouvir

As acusações e as denúncias do Peter Lopes poderiam também estar ligadas aos desentendimentos que teve com Patrice Trovoada, nomeadamente por causa de um investimento privado para produção de gás que está hoje bloqueado.