rfi

No ar
  • RFI em Português
  • Noticiário em Português
  • RFI Mundo

Portugal Eleições legislativas Voto

Publicado a • Modificado a

Portugal a votos

media
Eleições legislativas 2019. Junta de freguesia de Massarelos, no Porto. 6 de outubro de 2019. ESTELA SILVA/ LUSA

Mais de 10,8 milhões de eleitores recenseados no território nacional e no estrangeiro votam, este domingo, nas eleições legislativas em Portugal. Vinte partidos e uma coligação apresentam-se às urnas. Até às 12h, a taxa de participação era de 18.83%, ou seja, mais abstenção do que em 2015.


Cerca de dois milhões de eleitores votaral até às 12h (hora local), ou seja 18,83% dos 10,8 milhões de inscritos, uma descida de 1,82 pontos percentuais face às anteriores legislativas.

As urnas abriram às 8h (hora local) e fecham às 19h, uma hora mais tarde nos Açores. Pela primeira vez numas legislativas, o número de recenseados ultrapassa os 10 milhões. São 10,8 milhões de eleitores no território nacional e no estrangeiro chamados às urnas ou a votar por correio para eleger os 230 deputados da Assembleia da República na XIV legislatura, de onde sairá o novo Governo. Desde há quatro anos, regista-se uma subida de 1.128.613 cidadãos com capacidade eleitoral ativa, devido ao recenseamento automático no estrangeiro, introduzido por alteração legislativa.

Nestas eleições concorrem 20 partidos políticos e uma coligação - o maior número de sempre - mas só 15 surgem em todos os círculos eleitorais, ou seja, 22 círculos eleitorais: 18 correspondentes a cada um dos 18 distritos de Portugal Continental, um para cada região autónoma (Açores e Madeira) e dois para o estrangeiro (um para a Europa e outro para Fora da Europa).

Os partidos políticos são: PSD, PS, BE, CDS-PP, CDU, PAN, Aliança, Chega, Iniciativa Liberal, PNR, PDR, PCTP-MRPP, PPM, PTP, Livre, RIR, MPT, PURP, Nós, Cidadãos!, MAS, JPP. Há uma coligação, a Coligação Democrática Unitária (CDU), que junta PCP e PEV.

Os círculos com o boletim de voto mais longo são Braga, Coimbra, Leiria, Porto e Europa, com 21 candidaturas. Os círculos por onde se candidatam menos forças políticas são Beja, Vila Real e Açores, com 17 listas.