rfi

No ar
  • RFI em Português
  • Noticiário em Português
  • RFI Mundo

Israel Benjamin Netanyahu Benny Gantz Eleições Legislativas Cisjordânia

Publicado a • Modificado a

Israel vai a votos

media
Benjamin Netanyahu, o primeiro-ministro há mais tempo em funções em Israel. REUTERS/Shamil Zhumatov

Israel realiza esta terça-feira as segundas eleições legislativas em menos de cinco meses. Na impossibilidade de formar uma coligação, Benjamin Netanyahu dissolveu o parlamento e decidiu convocar eleições.


As eleições desta terça-feira são vistas como um novo teste à capacidade de sobrevivência de Benjamin Netanyahu, o primeiro-ministro há mais tempo em funções em Israel.

Na impossibilidade de formar uma coligação governamental, o Likud e aliados responderam com uma dissolução do parlamento e novas eleições em menos de cinco meses.

Netanyahu não tem desperdiçado oportunidades para atrair eleitores. Nas últimas semanas reforçou os ataques ao inimigo Irão, fez uma rara visita à Cisjordânia ocupada e prometeu a anexação parcial do território, tendo ainda realizado deslocações a Londres e à Rússia, fortalecendo a sua imagem internacional.

Nestas legislativas, o general Benny Gantz, líder da coligação Azul e Branco continua a ser o principal rival de Benjamin Netanyahu. O general que já prometeu acabar com os anos de corrupção do actual primeiro-ministro.

Netanyahu é primeiro chefe de Governo em funções a ser alvo de acusações criminais de “corrupção”, “fraude”, “desvio de fundos” e “abuso de confiança” em vários processos, mas e for considerado culpado apenas terá de apresnetar demissão

À semelhança do que aconteceu no escrutínio de Abril, as últimas sondagens colocam lado a lado o Likud e o Azul e Branco que elegeram cada um 35 deputados, em 120 assentos parlamentares.