rfi

No ar
  • RFI em Português
  • Noticiário em Português
  • RFI Mundo

Rússia Manifestação Oposição Moscovo Polícia Vladimir Putin Alexei Navalny África Lusófona

Publicado a • Modificado a

Manifestantes em Moscovo reclamam eleições livres em setembro

media
Dirigente da oposição russa, Lioubov Sobo, presa para interrogatório durante manifestação em Moscovo a 3 de agosto REUTERS/Tatyana Makeyeva

Centenas de pessoas foram detidas hoje em Moscovo para serem ouvidas pela polícia russa durante uma manifestação da oposição. Há semanas que a oposição vem denunciando o afastamento dos seus candidatos às eleições locais de setembro, candidatos que sofrem pressões e ameaças das autoridades russas.   


Forças policiais russas aumentaram a pressão sobre dirigentes da oposição reprimindo hoje uma nova manifestação a favor de eleições livres em Moscovo e pedindo um inquérito independente em prol do branqueamento da organização do principal opositor ao regime de Cremlin.

Segundo a ONG OVD-Info, especializada no acompanhamento de prisões pelo menos 600 pessoas, nomeadamente, 6 jornalistas, estão a ser ouvidas pela policía que as intimou durante a manifestação não autorizada.

Uma manifestação reclamando a abertura das eleições locais de 8 de setembro aos candidatos da oposição.

Assim, duma maneira geral, as manifestações, como a de hoje, estão a ocorrer, sem líderes que foram quase todos presos. Caso da líder Lioubov Sobol, (na foto) presa antes da manifestação deste sábado.

As prisões deste sábado vêm no seguimento dum movimento de protesto reprimido no passado fim-de-semana, no qual houve 1.400 prisões.

Um dos líderes dessa oposição, o blogger Alexeï Navalny, foi preso e espancado pela polícia dois dias antes dessa manifestação e mais tarde transferido para o hospital para receber tratamento médico, devido a ferimentos num olho, contusões em várias partes do corpo e suspeição de envenenamento.

O regime autoritário do presidente Vladimir Putin, resolveu a todo o custo pôr fim a todas as veleidades da oposição a favor de eleições livres com a participação de todos os candidatos sem discriminação.

Por esta razão a manifestação de hoje tinha apenas um punhado de destemidos, mais de 1000 pessoas no centro de Moscovo e debaixo da chuva e um forte dispositivo policial e soldados da guarda nacional.

Manifestantes russos em Moscovo mesmo com força policial 03/08/2019 ouvir