rfi

No ar
  • RFI em Português
  • Noticiário em Português
  • RFI Mundo

EUA Rússia Vladimir Putin Serguei Lavrov Mike Pompeo Irão União Europeia Tensão

Publicado a • Modificado a

Putin recebe Pompeo em plena esclada de tensão no golfo

media
Russian Foreign Minister Sergey Lavrov welcomes U.S. Secretary of State Mike Pompeo for the talks in the Black Sea resort city of Sochi, Russia, May 14, 2019. Pavel Golovkin/Pool via REUTERS

O secretário de Estado norte-americano, Mike Pompeo, chegou hoje a Sochi para se reunir com o Presidente Vladimir Putin e com o responsável pela diplomacia russa. O encontro que pretende estabilizar as relações entre os dois países, acontece numa altura de tensão entre os EUA e o Irão.


Washington tem estado a acusar Teerão de estar a preparar ataques contra os interesses norte-americanos no Médio Oriente e como resposta enviou para a região vários porta-aviões, um navio de guerra, bombardeiros e misseis patriotas.

Em causa estão os misteriosos "actos de sabotagem" contra navios de comércio com vários registos que foram denunciados pelos Emirados Árabes Unidos. Mesmo se até ao momento nenhuma reivindicação foi feita, os EUA já vieram responsabilizar o Irão.

As autoridades iranianas classificaram como “preocupantes” os “actos de sabotagem” contra navios ao largo dos Emirados Árabes Unidos e pediram a realização de um inquérito.

O incidente levou o secretário de Estado norte-americano a adiar por 24 horas a sua viagem à Rússia. Ontem, Mike Pompeo deslocou-se a Bruxelas para uma reunião com os aliados europeus sobre o acordo nuclear com o Irão.

A chefe da diplomacia da União Europeia, Federica Mogherini afirmou ter dito claramente a Mike Pompeo que "a atitude mais responsável a tomar deve ser a contenção máxima e o evitar de qualquer escalada militar."

Serguei Lavrov revelou que espera ter uma conversa franca com o homólogo norte-americano sobre o Irão.

Depois do encontro com Lavrov, os dois homens serão recebidos por Vladimir Putine. Mike Pompeo vai aproveitar a ocasião para mostrar a preocupação norte-americana com a intervenção russa na Venezuela e na Ucrânia e falar ainda da situação na Síria e na Coreia do Norte.

Por fim, Mike Pompeo deve passar a mensagem do Presidente Donald Trump que declarou estar determinado em melhorar as relações com a Rússia.