rfi

No ar
  • RFI em Português
  • Noticiário em Português
  • RFI Mundo

França Europa União Europeia Eleições Portugal Diáspora Esquerda

Publicado a • Modificado a

Europeias: Bloco de esquerda recolhe contributos da diáspora

media
Cristina Semblano, membro da mesa nacional do Bloco de Esquerda junto de Luiz Fazenda, um dos dirigentes do partido em Portugal. RFI/Liliana Henriques

Decorreu no passado fim-de-semana nos arredores de Paris uma reunião do núcleo Europa do Bloco de Esquerda, um dos partidos que sustenta a maioria parlamentar do governo português chefiado por António Costa. Esta reunião que decorreu no âmbito dos preparativos das Eleições Europeias de finais do mês de Maio, visava recolher os contributos dos membros do partido dispersos por vários países, nomeadamente França, Luxemburgo ou ainda Grã-Bretanha.


A menos de um mês das Eleições Europeias, quando os partidos concorrentes se preparam para se lançar activamente na corrida, dirigentes nacionais do Bloco de Esquerda estiveram reunidos com representantes do partido a nível da diáspora para trocar ideias e sobretudo recolher os seus contributos. Ao evocar algumas das problemáticas concretas expostas neste encontro, Cristina Semblano, membro da mesa nacional e do secretariado França e Europa do Bloco de Esquerda, deu conta da falta de meios com que se deparam as secções consulares portuguesas no Reino Unido, numa altura em que o país poderia concretizar o Brexit.

Outro dos assuntos que segundo os participantes do encontro requer atenção relaciona-se com os atrasos da Segurança Social portuguesa no tratamento dos processos de reforma dos portugueses residentes no estrangeiro, um problema que ainda no passado mês de Fevereiro Lisboa prometeu resolver. Luíz Fazenda, um dos dirigentes e fundadores do Bloco de Esquerda garantiu que o seu partido iria envidar esforços para que este processo seja célere.
Mais pormenores aqui.

Bloco de esquerda recolhe contributos da diáspora para as Europeias 29/04/2019 ouvir

Sobre um total de 751 eurodeputados, Portugal é representado por 21 deputados, o Bloco de Esquerda tendo uma única eurodeputada, Marisa Matias, novamente cabeça de lista nestas eleições sob o lema "Lado a lado pelo que é de todos" e com o reforço dos serviços públicos no topo da sua agenda.

Entre os dias 23 e 26 de Maio, milhões de eleitores da União Europeia vão eleger os seus representantes no Parlamento Europeu para os próximos 5 anos, um parlamento que, se o Brexit se tornar realidade, será reduzido a 705 eurodeputados depois destas eleições.