rfi

No ar
  • RFI em Português
  • Noticiário em Português
  • RFI Mundo
Urgente
Itália: Primeiro-ministro apresentou a sua demissão

Sri Lanka Páscoa Atentado Igreja Católica Papa Francisco

Publicado a • Modificado a

Páscoa sangrenta no Sri Lanka

media
Hotéis e igrejas atingidas neste domingo de Páscoa no Sri Lanka. ISHARA S. KODIKARA/AFP

Pelo menos 207 pessoas morreram e perto de 500 ficaram feridas este domingo, vítimas de várias explosões no Sri Lanka. Entre os mortos há 27 estrangeiros, um é português.


Ao todo foram oito explosões, em quatro hotéis, um complexo residencial e três igrejas na altura em que decorria a Missa de Páscoa, um dos momentos mais importantes para os cristãos. De acordo com as autoridades locais, as primeiras seis explosões ocorreram "quase em simultâneo", pelas 08:45 locais.

Colombo, capital do país, foi alvo de pelo menos cinco explosões: em quatro hotéis de luxo e uma igreja. A norte da capital, em Negombo, local de forte presença católica, outra igreja atacada. A terceira igreja alvo de explosões fica em Batticalo, no leste do país. A oitava e última explosão aconteceu num complexo de vivendas na zona de Dermatagoda.

Entretanto já foram detidos sete suspeitos relacionados com os ataques, segundo avançou o Ministro da Defesa do Sri Lanka.

Após as explosões, o Governo decretou o Estado de Emergência e impôs o recolher obrigatório com efeito imediato. Além disso, o executivo decretou um bloqueio temporário às redes sociais para impedir a difusão “de informações incorretas” sobre as explosões.

Até ao momento, ninguém reclamou a autoria dos ataques.