rfi

No ar
  • RFI em Português
  • Noticiário em Português
  • RFI Mundo

Governo ONU Donald Trump Estados Unidos Israel Política Médio Oriente

Publicado a • Modificado a

Estados Unidos reconheceram soberania israelita sobre Montes Golã

media
Donald Trump, Presidente norte-americano (na esquerda) e Benjamin Netanyahu, Primeiro-ministro israelita, durante a assinatura do decreto no qual os Estados Unidos reconheceram oficialmente a soberania israelita sobre os Montes Golã. © AFP

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, assinou um decreto no qual reconheceu oficialmente a soberania israelita sobre os Montes Golã.


Donald Trump reconheceu a soberania de Israel sobre os Montes Golã. O documento assinado altera a política seguida há mais de meio século pelos Estados Unidos e contraria o consenso internacional expresso em várias resoluções das Nações Unidas.

O Presidente norte-americano explicou a sua decisão:

"O Estado de Israel assumiu o controlo dos Montes Golã para salvaguardar a sua segurança e se proteger das ameaças externas. Hoje as acções agressivas do Irão e de grupos terroristas, que actuam a partir do Sul da Síria, incluindo a Hezbollah, fazem dos Montes Golã um terreno a partir do qual se pode atacar Israel."

Donald Trump, Presidente dos Estados Unidos 26/03/2019 ouvir

O Primeiro-ministro israelita, Benjamin Netanyahu, estava satisfeito com a decisão dos norte-americanos, que mostraram mais uma vez ser um parceiro importante de Israel:

"Israel nunca teve um melhor amigo. Vocês mostraram-no quando se retiraram do desastroso acordo nuclear com o Irão. Mostraram-no quando reconheceram Jerusalém como a nossa capital e mostraram-no agora ao reconhecer a soberania de Israel sobre os Montes Golã. É um dia mesmo histórico!"

Benjamin Netanyahu, Primeiro-ministro israelita 26/03/2019 ouvir

Esta decisão já foi criticada por várias nações como a Turquia ou ainda a Arábia Saudita, países próximos geograficamente de Israel.