rfi

No ar
  • RFI em Português
  • Noticiário em Português
  • RFI Mundo
Artes
rss itunes

Entre arte e activismo existem "Amores pós-coloniais"

Por RFI

Amores Pós-Coloniais” é a mais recente criação de André Amálio e Tereza Havlíčková na companhia Hotel Europa e está em cena no Teatro Nacional D. Maria II, em Lisboa.

Num registo de Teatro documental, “Amores Pós-Coloniais” quer saber o que significava amar no espaço colonial e pós-colonial.

Cruzando a pesquisa de arquivo e a recolha de testemunhos reais, a companhia Hotel Europa inicia um novo capítulo na investigação sobre o colonialismo.

Numa mistura de arte e activismo, André Amálio ajuda-nos a perceber o que é “Amores pós-Coloniais”, questiona o romanticismo da história e a visão colonialista.

"Amores pós-coloniais" no Teatro Nacional D. Maria II em Lisboa. Filipe Ferreira

Criação André Amálio

Cocriação/movimento Tereza Havlíčková

com André Amálio, Júlio Mesquita, Laurinda Chiungue, Pedro Salvador, Romi Anauel e Tereza Havlíčková

criação musical Pedro Salvador e Romi Anauel

cenografia Pedro Silva e Hugo Migata

desenho de luz e direção técnica Carlos Arroja
colaboração Selma Uamusse e Toni Fortuna
 

produção executiva Joana Costa Santos

produção Hotel Europa
coprodução TNDM II

 

Um trabalho de Luís Guita em Lisboa

Filme "Vitalina Varela" de Pedro Costa com dois Leopardos de Ouro em Locarno