rfi

No ar
  • RFI em Português
  • Noticiário em Português
  • RFI Mundo

Síria Evacuações Ataque Estado Islâmico

Publicado a • Modificado a

Síria : Evacuação de civis antes da última ofensiva

media
Membros das Forças Democráticas sírias (FDS) caminham ao lado dos camiões que deixam Al - Baghuz com civis no seu interior, a 20 de Fevereiro de 2019 REUTERS/Rodi Said

Cerca de trinta camiões transportando homens, mulheres e crianças, deixaram, hoje o último reduto do grupo Estado Islâmico a Leste da Síria, escoltados por combatentes antijihadistas das Forças Democráticas Sírias (FDS). Os camiões transportavam mulheres em niqab preto, crianças com roupas sujas, e homens que escondiam o rosto, segundo informações de jornalistas da Agência France Presse.


Os combatentes curdos e árabes das Forças Democráticas Sírias (FDS), apoiados pela coligação internacional, liderada pelos Estados Unidos, esperam apenas pelo fim da evacuação dos civis, para poderem lançar a derradeira ofensiva contra os jihadistas radicais entrincheirados perto do pequeno povoado de Al - Baghuz.

Na passada Quarta-feira, quase 3.000 pessoas tinham começado a ser evacuadas daquela localidade, e foram transportadas para longe, numa dúzia de camiões.

"Pensamos que ainda há milhares de pessoas em Al - Baghuz", afirmou hoje um porta-voz das FDS, Mustefa Bali, acrescentando: “Aguardamos o fim das evacuações de civis para lançar o ataque final".

Actualmente, os combatentes curdos e árabes das FDS estão concentrados nas evacuações de civis, para poder travar o último combate, e poder anunciar o fim do "califado" autoproclamado em 2014 pelo Estado Islâmico entre a Síria e o Iraque.

Mas entretanto, pelo menos 20 pessoas ( entre as quais 14 funcionários dum campo de petróleo), morreram na Quinta-feira, num ataque com um veículo armadilhado, a Leste da Síria, na cidade de Cheheil .

"A explosão do carro-bomba foi comandada à distância, durante a passagem do comboio que transportava os trabalhadores do campo petrolífero de Al Omar”, informou o Observatório Sírio de Direitos Humanos (OSDH).