rfi

No ar
  • RFI em Português
  • Noticiário em Português
  • RFI Mundo

Coreia do Norte Kim Jong-Un Pequim Xi Jinping EUA Donald Trump Cimeira Negociações Sanções

Publicado a • Modificado a

Kim em Pequim para falar de Trump

media
Kim Jong-Un, líder norte-coreano, chegou a Pequim na companhia da esposa, Ri Sol-ju. ©KCNA via REUTERS

O dirigente norte-coreano, Kim Jong-Un, foi recebido esta terça-feira pelo chefe de Estado chinês, Xi Jinping, os preparativos para a segunda cimeira com Donald Trump estiverem em destaque no encontro.


Kim Jong-Un chegou de comboio a Pequim na companhia da esposa, Ri Sol-Ju, e de outros altos funcionários de Pyongyang, tendo sido recebido pelo chefe de Estado chinês, Xi Jinping.

Nesta visita oficial que acontece a convite de Pequim, o líder norte-coreano vai tentar acertar estratégias com o único grande aliado, antes de uma segunda cimeira com o Presidente norte-americano, Donald Trump.

Esta é já a quarta visita de Kim Jong-UN à China, no espaço de um ano, num sinal de renovada confiança entre os dois países, após anos de distanciamento, face à insistência do regime norte-coreano em prosseguir com o controverso programa nuclear.

No domingo passado, Donald Trump declarou que as duas partes estão à procura de um local para um segunda cimeira. Esta terça-feira Kim Jong-Un disse estar preparado para um encontro a qualquer momento, acrescentando, porém, que as sanções americanas poderão levá-lo a optar por “uma nova via”.

As autoridades norte-americanas têm instado os responsáveis norte-coreanos a apresentar dados detalhados sobre o arsenal nuclear, enquanto Pyongyang diz que já fez o suficiente e que está na altura de os EUA aliviarem as pesadas sanções internacionais que isolaram a economia norte-coreana.

A Coreia do Norte já suspendeu os testes com armas nucleares e com mísseis balísticos.