rfi

No ar
  • RFI em Português
  • Noticiário em Português
  • RFI Mundo

Estrasburgo Tiroteio Natal

Publicado a • Modificado a

Autor do tiroteio de Estrasburgo ainda anda a monte

media
Um soldado, fazendo uma ronda, a 12 de Dezembro, diante duma das lojas do Mercado de Natal de Estrasburgo REUTERS/Christian Hartmann

Mais de 600 elementos das forças policiais continuam à procura do autor do ataque cometido na terça-feira à noite, perto do famoso Mercado de Natal daquela cidade, situada a Leste da França. O homem, de 29 anos de idade, foi ferido a tiro, mas conseguiu fugir.


"Continuamos à procura do atirador. Quase que conseguimos agarrá-lo, ontem à noite(...) mas ele fugiu", após uma troca de tiros com a polícia, disse o Chefe da polícia de Estrasburgo, Roland Ries.

Eram quase 20 horas de Terça-feira, quando o agressor, de 29 anos, conhecido dos serviços de polícia, abriu fogo com uma arma automática, matando três pessoas e ferindo treze, perto do centro histórico de Estrasburgo, perto do Mercado de Natal da cidade, conhecido no Mundo inteiro.

O autor do ataque tem um um passado de presidiário, e um "arquivo S", que identifica os indivíduos que são considerados perigosos para a segurança em França.

"Não é de excluir que o indivíduo tenha passado para a Alemanha", afirmou o Secretário de Estado do Interior, Laurent Nuñez, acrescentando que o controlo das fronteiras foi reforçado. Nuñez afirmou que "ainda não se estabeleceu" que tenha sido um ataque "terrorista", e pediu "prudência" quanto à classificação dos factos.

Entretanto, o Ministro do Interior, Christophe Castaner, anunciou o aumento do disposisito anti-terrorista, e o controlo nas fronteiras.

"Actualmente, em França, encontramo - nos numa postura de “Vigipirata reforçada”. O Governo acaba de decidir elevá-la para “Urgência -atentado”, com o controlo reforçado nas fronteiras, e também o controlo reforçado nos mercados de Natal, por toda a França, para evitar o risco de mimetismo. E, como medida complementar, uma mobilização ainda mais forte no nosso dispositivo “Sentinela”, por todo o território".

Oiça aqui as declarações de Cristophe Castaner, dobradas por Marco Martins:

O Ministro francês do Interior, Christophe Castaner, dobrado por Marco Martins 12/12/2018 ouvir

 

Tiago Pereira, atleta português que mora a poucos quilómetros de Estrasburgo, admitiu que ficou com medo após o ataque, e falou da preocupação que sente ainda hoje por saber que o autor do ataque ainda não foi detido.

Tiago Pereira, atleta português 12/12/2018 ouvir