rfi

No ar
  • RFI em Português
  • Noticiário em Português
  • RFI Mundo
Urgente
Theresa May adia votação do acordo do Brexit no Parlamento

China Xi Jinping Visita oficial Portugal Cooperação/Desenvolvimento

Publicado a • Modificado a

Xi Jinping em Portugal para reforçar cooperação luso-chinesa

media
Presidente chinês, Xi Jinping, visita Portugal para reforçar cooperação sino-portuguesa JUAN MABROMATA / AFP

O presidente da China, Xi Jinping, encontra-se em Portugal, no quadro duma visita de 2 dias, durante a qual, assinará novos contratos comerciais com as autoridades portuguesas. Lisboa pretende desenvolver uma política de cooperação bilateral com Pequim sem os entraves da União europeia.


O presidente chinês, Xi Jinping, está, desde hoje, em Portugal, para reforçar as relações económicas sino-portuguesas, tendo encontros com o seu homólogo, Marcelo Rebel de Sousa e amanhã, com o primeiro-ministro, António Costa.

Durante esta visita de 2 dias, está prevista a assinatura de vários acordos bilaterais, nomeadamente, sobre a integração do Porto de Sines às "novas rotas da seda chinesa", um conjunto de projectos de infraestrutura lançados pela China para desenvolver as suas relações comerciais na Ásia, Europa e África. 

"Portugal é um importante ponto de conexão entre a Roda da seda terrestre e a Rota da seda marítima", sublinhou, o presidente chinês, Xi Jinping, num artigo de opinião na imprensa portuguesa.

O projecto de Xi Jinping, divide os europeus, mas alguns deles, como a Grécia e os países da Europa de leste, já aderiram ao mesmo, enquanto outros países da União europeia, temem ver o regime comunista chinês estender a sua influência política na Europa.

Portugal, já está conquistado pelo projecto chinês, e o primeiro-ministro português, António Costa, assume o reforço da cooperação bilateral luso-chinesa, apesar das críticas recentemente feitas pelos seus parceiros europeus.

Primeiro-ministro português, António Costa, sobre investimento chinês em Portugal 04/12/2018 ouvir

"Cada país tem a sua história. Portugal é há mais de 5 séculos um país aberto ao mundo; e assim tem sido sempre. E assim continuará desejavelmente a ser. Essa é uma das vantagens de Portugal.

"Agora, nós em Portugal, não passamos o tempo angustiado a saber qual é a nacionalidade do investimento que nos chega . Nós não praticamos uma política de exclusividade quanto à origem do capital nem discriminamos essa origem.

"Precisamos de captar investimento directo estrangeiro e gostamos de o diversificar". (Primeiro-ministro português, António Costa, em declarações à imprensa, recolhidas pela correspondente da RFI em francês, em Lisboa, Marie-Line Darcy).