rfi

No ar
  • RFI em Português
  • Noticiário em Português
  • RFI Mundo

Donald Trump EUA Justiça Rússia Eleições EUA 2016 Política

Publicado a • Modificado a

Trump demite Sessions

media
Jeff Sessions, ex-procurador-geral dos EUA NOAH BERGER / AFP

No dia seguinte às eleições intercalares, o presidente norte-americano demitiu o seu procurador-geral. Jeff Sessions, antigo senador do Alabama, saiu do posto deixando claro que se demitiu a pedido de Donald Trump.


Numa carta divulgada pelos meios de comunicação social americanos, Jeff Sessions sublinha que se demite a pedido de Trump, enumera os feitos do seu mandato e agradece a oportunidade ao presidente dos EUA.

A demissão de Jeff Sessions foi divulgada na conta Twitter do presidente norte-americano, mesmo meio utilizado para anunciar que Matthew Whitaker será o sucessor interino do procurador-geral. Trump acrescenta que um substituto permanente será anunciado mais tarde.

A demissão de Sessions acontece um dia depois das eleições intercalares em que o Partido Republicano perdeu a maioria na Câmara dos Representantes.

Trump e Sessions passaram meses de crispação, depois de este ter optado por se afastar das investigações sobre a Rússia. Em setembro, numa entrevista, o inquilino da casa branca, criticou Sessions e disse que o seu descontentamento para com o procurador era generalizado.

O afastamento de Jeff Sessions traz à ordem do dia as tentativas de Trump para encerrar a investigação do conselheiro especial Robert Mueller sobre as suspeitas de interferência da Rússia nas eleições presidenciais de 2016.