rfi

No ar
  • RFI em Português
  • Noticiário em Português
  • RFI Mundo

Lei Ensino Armas Violência

Publicado a • Modificado a

Presidente Macron quer medidas contra a violência nas escolas

media
Pessoa empunhando uma pistola (imagem de ilustração) (DR)

O vídeo espalhou-se nas redes sociais, e mostra um jovem empunhando uma pistola, a exigir que a professora lhe marque "presente", na folha de uma presença. A cena indignou a classse política, o corpo docente francês, e até mesmo do Presidente da República. 


O aluno tem 16 anos  e - aparentemente – apenas queria assustar a professora com uma pistola de brinquedo,  numa escola de Créteil, nos arredores de Paris. Mas o Presidente da República, Emmanuel Macron, levou a coisa muito a sério, e pediu logo aos Ministros da Educação e do Interior que tomem todas as medidas ncessárias  para que este tipo de incidente não se repita.

O jovem está detido desde Sexta feira, e já compareceu perante um juiz de menores. Tanto ele, como um colega que levou a pistola para a escola, e a pessoa que filmou a cena, terão de responder perante a lei.

O Ministro da Educação, Jean Michel Blanquer, e do Interior, Christophe Castaner, anunciaram já a criação dum comité estratégico para "um plano de acção ambicioso contra a violência" que muitos jovens exercem contra os professores.

“A escola é o berço da República e é lá também que se aprende a respeitar a República" declarou o Ministro do Interior, Christophe Castaner, em visita oficial a Champigny-sur-Marne (arredores de Paris), no fim de semana.

O vídeo levou vários membros da oposição a denunciar o laxismo do Governo, e exigir muita firmeza, enquanto o corpo docente francês aproveitou a ocasião para denunciar uma situação que tem vindo a piorar nos últimos anos sem que a hierarquia se preocupe. E é por isso que - com alguma ironia - lançaram um debate público com o símbolo # PasdeVagues (Não façam ondas) !