rfi

No ar
  • RFI em Português
  • Noticiário em Português
  • RFI Mundo

Governo Itália Primeiro-ministro Populismo Movimento 5 estrelas Liga Giuseppe Conte

Publicado a • Modificado a

Itália: A política populista de Conte

media
Giuseppe Conte obteve ontem a confiança política do Senado REUTERS/Alessandro Bianchi

O novo chefe do governo italiano obteve ontem a confiança política do Senado diante do qual apresentou a política populista. Giuseppe Conte defendeu o levantamento das sanções à Rússia, pediu mais regras para controlar a imigração, o fim das medidas de austeridade e o relançamento da economia.


Formada pelo Movimento 5 Estrelas (antissistema) e pela Liga (extrema-direita), a coligação de governo obteve 171 votos a favor, 117 contra e 25 abstenções no Senado, anunciou a presidente do Senado, Alberti Casellati. Giuseppe Conte deverá receber esta quarta-feira a confiança no Congresso dos Deputados.

“Se o populismo for capaz de dar uma resposta às necessidades das pessoas, então reivindiquemo-lo”, afirmou Giuseppe Conte, ele que assumiu na passada sexta-feira o cargo de primeiro-ministro de um governo populista.

Aos 53 anos, o advogado principiante em política afrontou com convicção o hemiciclo do Senado, onde apresentou o programa político que pretende implementar.

Giuseppe Conte defendeu o levantamento das sanções à Rússia, impostas pela União Europeia, pediu mais regras para controlar a imigração, exigindo que seja aplicado o Regulamento de Dublin, que dita que os pedidos de asilo devem ser analisados pelo Estado através do qual o refugiado entrou no espaço europeu. A Itália é o segundo principal ponto de entrada de refugiados na União Europeia.

Conte declarou guerra à corrupção e defendeu ainda a redução do enorme défice do país através de crescimento económico ao invés das medidas de austeridade.