rfi

No ar
  • RFI em Português
  • Noticiário em Português
  • RFI Mundo

Espanha Votação Parlamento PSOE

Publicado a • Modificado a

Espanha : Moção de censura derruba Mariano Rajoy

media
O Socialista Pedro Sanchez será o novo chefe do Executivo espanhol Emilio Naranjo/Pool via REUTERS

O Primeiro-ministro espanhol, Mariano Rajoy, foi derrubado esta manhã, depois duma moção de censura no Parlamento, e será substituído pelo socialista Pedro Sanchez. Como era previsível, a moção apresentada por Sanchez foi aceite, com o apoio de 180 dos 350 deputados presentes na Câmara.

 

 

 


O chefe do governo conservador espanhol, Mariano Rajoy, alvo dum enorme escândalo  de corrupção, foi derrubado  esta manhã, no Parlamento espanhol, após seis anos  no poder, e será substituido pelo  socialista Pedro Sanchez.

"A moção de censura foi aprovada, pelo que Sanchez se considera investido da confiança da Câmara", anunciou a presidente do Congresso, Ana Pastor.

É a primeira vez que um chefe do Executivo é derrubado por uma moção de censura, em Espanha, depois do regresso da Democracia. Mas, pouco tempo antes da votação, Rajoy presumia já que sairia vencido deste duelo contra o seu rival socialista: "Podemos presumir que a moção de censura será adoptada. Por consequência, Pedro Sanchez será o novo chefe do Governo". 

É uma página importante  da História de Espanha que acaba ser escrita, esta manhã, em Madrid. Mariano Rajoy, de 63 anos de idade, chegou ao poder em  Dezembro de 2011, e conseguiu resistir a várias crises - recessão e austeridade, um mês de bloqueio político, em 2016, e tentativa de independência da Catalunha.   

Pedro Sanchez, de 46 anos de idade, Professor de Economia e Secretário - geral do PSOE, conseguiu reunir a maioria necessária à volta do seu partido, através de alianças com o partido 'Podemos', os independentistas catalães e os nacionalistas bascos.

Pedro Sanchez deverá  ser nomeado chefe do Governo espanhol ainda hoje.