rfi

No ar
  • RFI em Português
  • Noticiário em Português
  • RFI Mundo

Bashar al-Assad Rússia Síria Israel EUA Ataques Guerra Morte Irão

Publicado a • Modificado a

Rússia acusa Israel de atacar base aérea síria

media
Um caça F-15 da avisação israelita AFP/JACK GUEZ

A Rússia e a Síria acusam Israel de ter bombardeado uma base aérea síria localizada a leste da cidade de Homs. As autoridades israelitas recusam comentar o ataque que terá provocado a morte a pelo menos 14 pessoas.


De acordo com os relatos da televisão estatal síria, a ase aérea síria de Tiyas, conhecida como T-4, situada nos arredores de Homs, foi atacada durante as primeiras horas desta segunda-feira.

O ministro russo da Defesa aponta o dedo a Israel ao afirmar que dois aviões caça israelitas lançaram oito misseis, cinco dos quais foram abatidos pelo sistema de defesa sírio. Em declarações à RFI, o porta-voz das forças armadas israelita recusou comentar as acusações afirmando apenas que estavam a “analisar a questão”.

No passado, Israel já atacou várias vezes localizações das Forças Armadas sírias, com o objectivo de atingir escoltas e bases das milícias iranianas, que lutam ao lado das forças de Bashar al-Assad, porém nunca confirmou nem negou estas operações.

A agência noticiosa síria escreveu inicialmente que o ataque era de autoria “presumivelmente norte-americana”, porém mais tarde retirou a referência aos EUA.

Este ataque ataque acontece depois do Presidente Donald Trump ter avisado que haverá “um preço alto a pagar” pelas perdas humanas no ataque químico deste sábado, no bastião rebelde de Douma, nos arredores de Damasco.

Observatório Sírio dos Direitos Humanos avança que ataque à base aréra síria fez pelo menos 14 mortos.