rfi

No ar
  • RFI em Português
  • Noticiário em Português
  • RFI Mundo

Paris Europa Frio Roma Londres Berlim Morte Termómetro Vaga de frio Graus negativos

Publicado a • Modificado a

Vaga de frio faz mortos na Europa

media
Vaga de frio faz mortos na Europa VALERY HACHE / AFP

A vaga de frio que desde domingo atinge a Europa já provocou a morte a pelo menos quarenta e uma pessoas. As temperaturas negativas devem manter-se ainda até amanhã.


A vaga de frio apelidada pelos britânicos de “A Besta de Leste”, na Holanda de “O Urso Siberiano”, na Suécia de “Canhão de Neve” e em França de “Moscovo Paris” já provocou a morte a quarenta e uma pessoas.

Em França, a noite de ontem foi a mais fria do inverno com o termómetro a descer aos doze graus negativos na cidade Metz. Na Suécia foram registados trinta e nove graus negativos na Lapónia e na Áustria foi sentido um pico negativo de 25 graus, um recorde para o mês de Fevereiro.

A temperatura caiu igualmente até aos vinte e um graus negativos nas regiões montanhosas da Croácia e da Bósnia, foram também registadas temperaturas negativas na Alemanha, na Polónia, na Bélgica e em Londres.

O grupo russo Gazprom anunciou ter batido durante estes últimos dias os recordes de exportação diária de gás para a Europa.

A neve e gelo provocaram atrasos nos aeroportos de Heathrow, em Londres, de Nice, na região de Côte d’Azur, de Nápoles, em Itália, e no aeroporto de Vana, no leste da Bulgária. Na Croácia a linha férrea entre Zagreb e Split esteve cortada e foram sinalizados vários acidentes rodoviários na Alemanha e na Suécia.

As temperaturas muito baixas, que deverão durar até quinta-feira, afectam principalmente os sem-abrigo. Em Paris, Roma e Berlim foram criados lugares suplementares nos centros de abrigo.