rfi

No ar
  • RFI em Português
  • Noticiário em Português
  • RFI Mundo
Urgente
Croácia apurou-se para oitavos de final derrotando a Argentina por 3 a 0

Trégua Guerra civil Síria Bombardeamentos Ajuda humanitária África Lusófona

Publicado a • Modificado a

Trégua em Ghouta, leste de Damasco, não é respeitada

media
Ghouta oriental síria bombardeada pelo exército da Síria e seus aliados russos REUTERS/Bassam Khabieh

Uma trégua de 5 horas anunciada pelo presidente russo, Vladimir Putin, entrou hoje em vigor em Ghouta oriental, um enclave nas mãos dos rebeldes, a leste de Damasco, mas não foi respeitada. Os bombardeamentos continuam, segundo a ONU e nenhuma ajuda humanitária pôde ser entregue. Os russos, dizem do seu lado, que os rebeldes atacaram o corredor humanitário.


Entrou hoje em vigor uma trégua de 5 horas por ordens do presidente russo, Vladimir Putin, em Ghouta oriental, zona a leste de Damasco, mas não foi respeitada.

A ONU, em Genebra, na Suíça, declarou mesmo que continuam os combates e bombardeamentos e que ainda não foi possivel, encaminhar ajuda humanitária àquela zona oriental da Síria.

Por seu lado, a Rússia já declarou, que a trégua dependerá da atitude dos rebeldes e das suas "provocações".

Questionado sobre um eventual reforço da trégua de 5 horas quuotidianas, o porta-voz de Cremlin, Dmitri Peskov, respondeu que isso "depende da maneira como os grupos terroristas se comportarão ou se vão continuar a atacar e com as suas provocações".

O diplomata russo acrescentou que a Rússia, vai continuar a trabalhar para a implementação da resolução do conselho de segurança da ONU.

O exército russo, afirmou, por seu lado, que os rebeldes atacaram o "corredor humanitário", e que não houve "nenhuma evacuação.

Por cá, em Paris, o chefe da diplomacia francesa, Jean-Yves Le Drian, considerou que uma trégua de 5 horas não é suficiente, apesar de representar um "avanço real". "

"Há que aproveitar esta trégua para o reatamento do diálogo sob a égide das Nações unidas", sublinhou o ministro francês dos negócios estrangeiros.

Por seu lado, a ONU, confirmou o recomeço dos combates em Ghouta oriental, que já fizeram, desde 18 de fevereiro, 560 mortos, nomeadamente, 140 crianças.

O recomeço dos combates foi igualmente confirmado por Mohamed Al Atrach, habitante de Ghouta oriental, aos microfones de Sami Boukélifa, da RFI.

Mohamed Al Atrach, habitante de Ghouta oriental, Síria 27/02/2018 ouvir

"Os bombardeamentos recomeçaram e são violentos. Muito violentos ! Há helicópteros e aviões de combate que, actualmente, nos sobrevooam.

"E Vladimir Putin, declarou que ia haver uma trégua ! Uma trégua diária de 5 horas, das 9h às 14 horas, em que não haveria ataques. Foi o próprio Putin, quem o disse !"

Mas, estamos a verificar que Putin não tem palavra. Há uma violação da trégua. Isto significa que Putin não está à altura das suas responsabilidades."

"Ou então brinca connosco, goza com o povo sírio. A trégua terminou ! O regime sírios e os russos violaram o cessar-fogo !"