rfi

No ar
  • RFI em Português
  • Noticiário em Português
  • RFI Mundo

França ONU Síria Rússia Cessar-Fogo Alemanha

Publicado a • Modificado a

ONU decide futuro da Síria

media
Embaixador russo no Conselho de Segurança da ONU, Vassily Nebenzia, durante a reunião sobre a Síria, 22 de Fevereiro de 2018. REUTERS/Brendan McDermid

O Presidente francês Emmanuel Macron e a chanceller Angela merkel escreveram uma carta a chefe de Estado, Vladimir Poutine, para pressionar o presidente russo a assinar a resolução das Nações Unidas com vista à obtenção de uma trégua para a Síria.


A carta surge na sequência do fracasso da reunião de ontem à noite com a Rússia, aliado do governo do Damasco, a bloquear uma resolução das Nações Unidas para estabelecer uma trégua humanitária na Síria. Emmanuel Macron e Angela Merkel pressionam Vladimir Poutine a assinar a resolução das nações Unidas com vista à obtenção de um cessar fogo para a Síria.

O ministro russo dos Negócios Estrangeiros, Serguei Lavrov, anunciou à agência de notícias Interfax que Moscovo estaria pronto para validar uma trégua. Moscovo defende a ofensiva governamental contra Ghouta oriental apesar das críticas internacionais.

Desde Domingo as ações militares em Ghouta Oriental têm-se intensificado, de acordo com o Observatório Sírio dos Direitos do Homem 416 pessoas perderam a vida, entre os quais 96 menores e 61 mulheres.

O Conselho de Segurança das Nações Unidas reúne-se novamente esta sexta-feira para votar uma resolução que propõe um cessar-fogo de 30 dias