rfi

No ar
  • RFI em Português
  • Noticiário em Português
  • RFI Mundo

Ano Novo Chinês Festa

Publicado a • Modificado a

Ano novo chinês: Macau celebra o ano do Cão

media
China/Macau Ano Novo calendário lunar lusa

O Ano Novo chinês começou esta sexta-feira baseado no calendário lunar. Entre 16 de Fevereiro 2018 até 5 de Fevereiro de 2019 o "Ano do Cão" favorece as pessoas leais, sinceras, trabalhadoras e dispostas a reconstrução da vida em todos os sectores.


Comemora-se hoje o primeiro dia do Novo Ano chinês e as ruas enchem-se de gente, de vermelho e de fogos de artifício nesta que é a principal festa chinesa.

As badaladas do Ano Novo chinês são assinaladas com muito barulho e fogo de artifício. Na China antiga usava-se caules de bambu com pólvora que explodiam e faziam um grande estrondo para afastar espíritos malignos. Hoje, há quem use foguetes e petardos envoltos em papel vermelho que é a cor da China.

Macau é um dos sítios mais tradicionais para celebrar a festividade como explica o jornalista na TDM rádio Macau, João Picanço.

Jornalista em Macau, João Picanço 16/02/2018 ouvir

No primeiro dia do ano usa-se roupa de cor vermelha ou simplesmente um cachecol. Esta cor significa felicidade, sucesso, augura tudo o que é bom. É costume usar roupa nova e, para os que são do mesmo signo do ano que se festeja, é obrigatório usar roupa interior vermelha.

Para quem vive na China, começou hoje o ano do Cão de Terra. Para quem têm este signo são tantas as probabilidades de o ano correr bem como de correr mal e, para o evitar, a superstição manda vestir roupa interior vermelha.

Também conhecido como Festival da Primavera, é a festividade que move mais gente na China, nos primeiros dias deste mês, circularam 732 milhões de pessoas de comboio, barco, por estrada e avião.

Este é um período de reunião familiar, com jantar numa mesa redonda, sinónimo de união.

As celebrações do Ano Novo chinês começaram oficialmente a 23 de Janeiro e acabam a 2 de Março.