rfi

No ar
  • RFI em Português
  • Noticiário em Português
  • RFI Mundo

Defesa Exército Coreia do Sul Estados Unidos Nuclear Coreia do Norte

Publicado a • Modificado a

Exercícios militares americanos e sul-coreanos

media
Exercícios militares sul-coreanos e americanos esta semana na península coreana JUNG Yeon-Je / AFP

Começaram esta segunda-feira exercícios militares na península da Coreia entre americanos e sul-coreanos, região sob tensão devido às provocações nucleares da Coreia do Norte, que disparou há uma semana um novo míssil, nas águas marítimas do Japão. Um míssil intercontinental susceptível de atingir mesmo o território americano.


Forças conjuntas militares da Coreia do Sul e dos Estados Unidos inciaram, esta segunda-feira, 4 de dezembro, uma semana depois da Coreia do Norte ter disparado um novo míssil, desta vez, um intercontinental, no mar do Japão.

O míssil balístico intercontinental, (ICBM) lançado pela Coreia do Norte, é susceptível de atingir o próprio território dos Estados Unidos.

É pois neste clima que começaram hoje exercícios militares "Vigilant Ace" englobando 230 aviões dos quais caças furtivos F-22 Raptor e dezenas de milhares de soldados americanos e sul-coreanos.

Estas manobras militares que já estavam previstas vão durar 5 dias. As autoridades da Coreia do Norte, denunciaram estes exercícios, como sendo provocação do presidente americano, Donald Trump, que "quer a guerra nulcear a todo o custo".

Aliás, neste contexto de tensões, um senador americano, Lindsey Graham, considerou que se aproxima cada vez mais duma "guerra preventiva".

"Se houver um teste nuclear subterrâneo, há que se preparar para uma resposta à altura por parte dos Estados Unidos", sublinhou o senador americano.

Enfim, o próprio conselheiro de segurança nacional dos Estados Unidos, general McMaster, considerou que "aumentava cada dia" a probabilidade duma guerra com a Coreia do Norte.

Exercícios militares americanos e sul-coreanos na península da Coreia 04/12/2017 ouvir