rfi

No ar
  • RFI em Português
  • Noticiário em Português
  • RFI Mundo

ONU Coreia do Norte Coreia do Sul Míssil Tensão Estados Unidos China Sanções

Publicado a • Modificado a

Coreia do Norte reafirma-se com Estado nuclear

media
Coreia do Norte reafirma-se com Estado nuclear KCNA via REUTERS

O dirigente norte-coreano declarou esta quarta-feira que o país se tornou num Estado nuclear. As declarações de Kim Jong-Un surgem após o lançamento do último míssil balístico intercontinental, capaz de transportar uma grande ogiva nuclear e chegar a todo o território dos Estados Unidos.


O lançamento do míssil balístico, o primeiro desde 15 de Setembro, deita por terra todas as esperanças observadas sobre uma possível trégua da parte da Coreia do Norte com vista a uma solução para a crise suscitada pelos programas nucleares e balísticos do país.

O presidente norte-americano, Donald Trump disse que vai “tratar do assunto da Coreia do Norte”, já o presidente sul-coreano, Moon Jae-in, considera que os dois países devem tomar medidas para responder à última provocação do vizinho.

A China condenou igualmente o lançamento do míssil e exortou a Coreia do Norte a respeitar as resoluções do Conselho de Segurança da ONU e parar com as acções que criam tensões na península.

Em comunicado, o Secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, declarou que o lançamento do míssil “é uma clara violação das resoluções do Conselho de Segurança e revela total desrespeito pela posição conjunta da comunidade internacional”.

O Conselho de Segurança da ONU reúne-se esta quarta-feira de emergência para decidir novas e mais duras sanções contra Pyongyang.