rfi

No ar
  • RFI em Português
  • Noticiário em Português
  • RFI Mundo

México Sismo Morte

Publicado a • Modificado a

Forte sismo faz mais de 200 mortos no México

media
Sismo faz mais de 200 mortos no México REUTERS/Carlos Jasso

Um sismo de magnitude 7,1 na escala de Richter fez mais de 200 mortos no centro do México. O O terramoto ocorre 32 anos após um violento sismo ter provocado mais de uma dezena de milhar de mortos no país e poucas horas depois das autoridades terem efectuado uma simulação de terramoto. O México declarou três dias de luto nacional.


Os serviços de socorro tentam esta quarta-feira resgatar os sobreviventes ao forte de sismo de magnitude 7,1 que ontem atingiu o centro do México.

As autoridades estão a ter alguma dificuldade no resgate das vítimas devido às mais de vinte réplicas registadas após o sismo.

Na escola Enrique Rebsamen os socorristas estabeleceram contacto com uma professora e dois alunos que se encontram encurralados nos escombros. O edifício desmoronou-se durante o tremor de terra provocando a morte a 26 pessoas, 21 crianças entre os 7 aos 13 anos e cinco adultos. Há ainda vários desaparecidos.

Mais de cinquenta imóveis ficaram completamente destruídos na capital e há outros que correm o risco de ruir, pelo que as pessoas estão a ser aconselhadas a abandonar os imóveis. Cerca de 40% da capital e 60% do Estado de Morelos acordaram esta manhã sem electricidade.

O Presidente mexicano, Enrique Peña Nieto, dirigiu-se ao país para apresentar as condolências a todos os que perderam os membros da família e ente queridos e garantiu que o apoio às vítimas será a prioridade.

No último balanço feito pelas autoridades da protecção civil 217 pessoas perderam a vida.

O terramoto ocorre exactamente 32 anos após um violento sismo ter provocado mais de uma dezena de milhar de mortos no país e aconteceu poucas horas depois das autoridades da cidade do México terem efectuado uma simulação de terramoto.

No início de Setembro um tremor de terra tinha atingido o sul do México fazendo 96 vítimas mortais.

O México declarou três dias de luto nacional.

Frederico Abrantes, empresário português residente na Cidade do México, relata o estado em que se encontra a capital mexicana após o abalo sísmico desta terça feira.

Com registo de mais de 200 mortos, nomeadamente. Este cidadão português descreve uma cidade mergulhada no caos e na tristeza, com a maioria das empresas fechadas, com operações de resgate em curso para resgatar crianças soterradas numa escola.

Frederico Abrantes, empresário português na Cidade do México 20/09/2017 ouvir