rfi

No ar
  • RFI em Português
  • Noticiário em Português
  • RFI Mundo

Egipto Hosni Mubarak Libertação Revolução Primavera Árabe

Publicado a • Modificado a

Ex-Presidente egípcio Hosni Mubarak libertado

media
O ex-Presidente Hosni Mubarak fotografado em Outubro de 2016 à janela do hospital militar Meadi no Cairo. REUTERS/Mohamed Abd El Ghany/File Photo

O ex-Presidente egípcio Hosni Mubarak foi libertado esta manhã. Hosni Mubarak tinha sido condenado pela justiça do seu país na sequência, nomeadamente, da repressão dos protestos que em 2011 levaram ao derrube do seu regime. Detido há seis anos durante a revolução, estava num regime de prisão domiciliária num hospital militar desde 2013.


Presidente do Egipto durante 30 anos, Hosni Mubarak foi deposto em 2011 e foi o primeiro Presidente a ser julgado no âmbito dos acontecimentos que marcaram a Primavera Árabe. Acusado de ter autorizado a morte de 239 manifestantes nos protestos da revolução, de ter desviado dezenas de milhares de dólares e de estar envolvido em vários casos de corrupção, Mubarak chegou a estar condenado à morte e à prisão perpétua mas, ao longo dos últimos anos, viria a ser ilibado de todas as acusações.

Apesar desta libertação, já anunciada na semana passada, ter suscitado condenações por parte dos defensores dos Direitos Humanos e pela Irmandade Muçulmana, considera-se pouco provável que leve a protestos no Egipto dado que a revolta contra Mubarak tem vindo a diluir-se nos últimos anos. Mais pormenores com Pedro Costa Gomes a partir do Cairo.

Pedro Costa Gomes correspondente da RFI no Cairo 24/03/2017 ouvir