rfi

No ar
  • RFI em Português
  • Noticiário em Português
  • RFI Mundo

ONU Sida HIV Tailândia Contágio mães

Publicado a • Modificado a

Tailândia neutraliza contágio de virús HIV aos recém-nascidos

media
Símbolo da sida Getty

Segundo a Organização Mundial de Saúde, a Tailândia tornou-se o primeiro país asiático a eliminar a transmissão do virús das mulheres grávidas para os bébés. Tida como a região de maior prevalência da sida na Ásia, a Tailândia atinge por conseguinte um marco importante na luta contra a doença, que se tinha transformado num problema de saúde pública.


  O êxito obtido pela Tailândia é divulgado numa altura em que decorre em Nova Iorque uma Conferência da ONU sobre a sida para reforçar os meios de luta contra a doença que afecta 37 milhões de pessoas no mundo.

  O representante da Organização Mundial de Saúde na Ásia do sudeste, Poonam Khetrapal Singh afirmou que para a Tailândia, atingida fortemente pela pandemia da sida desde a década de noventa, a eliminação do contágio do virús da mãe para os bébés é um formidável sucesso. Várias dezenas de milhares de tailandeses são seropositivos .

  A conferência da ONU, tem como objectivo desenvolver o tratamento e a prevenção, com vista a pôr um termo a epidemia daqui à 2030. Dezassete milhões de pacientes da sida beneficiam de medicamentos anti-retrovirais . Segundo a OMS, cerca de 1,4 milhão de mulheres infectadas pelo virús HIV, engravidam anualmente no mundo. A maioria são oriundas dos países em desenvolvimento e nomeadamente da África subsaariana.