rfi

No ar
  • RFI em Português
  • Noticiário em Português
  • RFI Mundo

Barack Obama David Cameron Estados Unidos G8 Reino Unido Síria Vladimir Putin

Publicado a • Modificado a

Obama e Cameron se reúnem em Washington para discutir crise síria

media
O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama (e) e o primeiro-ministro David Cameron se mobilizam para encontrar uma solução para a crise síria. Reuters

O presidente norte-americano recebe o primeiro-ministro britânico nesta segunda-feira, 12 de maio, em Washington. Além de questões econômicas e os preparativos para a reunião do G8 prevista para os dias 17 e 18 de junho na Irlanda do Norte, Barack Obama e David Cameron vão discutir o conflito na Síria e a possível realização de uma conferência internacional sobre o assunto ainda este mês.


Mesmo se o tema oficial não é a crise na Síria, o conflito que toma conta do país há mais de dois anos e que já resultou na morte de mais de 80 mil pessoas segundo as ONGs locais estará no centro das discussões entre o presidente norte-americano Barack Obama e o primeiro-ministro britânico David Cameron nessa segunda-feira em Washington. “A visita ressalta a relação especial entre os Estados Unidos e o Reino Unido, uma relação crucial para poder avançar na nossa segurança e nossa prosperidade”, indicou a Casa Branca por meio de um comunicado.

A passagem de Cameron pelos Estados Unidos acontece em um momento em que Washington tenta lançar uma nova frente diplomática para resolver o conflito sírio, principalmente após as denúncias de uso de armas químicas pelo regime de Damasco e os encontros recentes de britânicos e americanos com responsáveis russos, principais aliados de Bashar al-Assad. Na terça-feira passada o secretário de Estado norte-americano John Kerry esteve em Moscou, onde se encontrou com o presidente russo Vladimir Putin. E mesmo se o chefe do Kremlim não mudou sua posição e que a Rússia reafirma que vai continuar fornecendo armas ao regime de Damasco, ele concordou com a ideia de organizar até o final de maio uma reunião internacional sobre a situação síria.

Cameron também esteve em Moscou na sexta-feira passada, quando se encontrou com Putin. Mas, como o representante de Washington na mesma semana, o premiê britânico não conseguiu convencer o líder russo a se aliar à comunidade internacional contra o Assad.

Segundo a Casa Branca, além da Síria e da próxima reunião o G8 (grupo dos países mais industrializados do mundo mais a Rússia), que acontece nos dias 17 e 18 de junho da Irlanda do Norte, Cameron e Obama vão abordar a questão da cooperação comercial e ecônômica entre os dois países e discutir medidas anti-terrorismo.