rfi

No ar
  • RFI em Português
  • Noticiário em Português
  • RFI Mundo

Ataques Atentado Bomba Geórgia Índia Israel

Publicado a • Modificado a

Premiê israelense acusa Irã por atentados a embaixadas

media
Carro danificado durante explosão em frente à embaixada Israelense em Nova Delhi, na Índia. REUTERS/Parivartan Sharma

O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, acusou nesta segunda-feira o Irã pelos ataques contra funcionários das embaixadas israelenses na Geórgia e na Índia, que feriram ao menos quatro pessoas. "O Irã está por trás destes ataques. É o maior exportador de terror no mundo", disse Netanyahu a membros de seu partido Likud.


“Nestes últimos meses, nós temos sido alvos de diversas tentativas de atentados contra cidadãos israelenses e judeus em diversos países. Nós continuaremos lutando contra o terrorismo internacional promovido pelo Irã”, afirmou o premiê.

O ministério israelense das Relações Exteriores confirmou nesta segunda-feira dois atentados contra funcionários de suas embaixadas na Índia e na Geórgia, e informou que pelo menos uma pessoa ficou ferida em Nova Delhi. "Aconteceram incidentes nos quais funcionários da embaixada foram atacados em Nova Delhi e Tiblisi", declarou à AFP um porta-voz do ministério, Yigal Palmor.

A polícia indiana informou que três indianos e uma diplomata israelense ficaram feridos na explosão de um automóvel da embaixada israelense em Nova Delhi. A diplomata, esposa do responsável pelas questões de Defesa na embaixada, não corre risco de morte. O veículo, que estava estacionado em frente à embaixada, em um bairro residencial da capital indiana, ficou completamente destruído. As causas da explosão são desconhecidas.

Em Tiblisi, agentes da polícia desativaram uma bomba instalada debaixo do carro de um funcionário da embaixada de Israel.