rfi

No ar
  • RFI em Português
  • Noticiário em Português
  • RFI Mundo

Campanha eleitoral Moçambique Política Eleições Violência Mortos África Lusófona

Publicado a • Modificado a

Moçambique: Primeiro balanço da campanha eleitoral

media
Imagem de Ilustração. Isaac Kasamani / AFP

12 mortos, 29 feridos e 33 detenções devido à vandalizacão de material de propaganda eleitoral é o balanço da primeira semana de campanha para as eleições gerais feito pelo CIP. Os órgãos eleitorais, a polícia e organizações da sociedade apelam a uma campanha pacífica e ordeira.


Num olhar à primeira semana de campanha de caça ao voto, 12 pessoas morreram em consequência de acidentes de viação e violência com motivações políticas refere o centro de integridade pública - CIP - que no seu boletim publicado em Maputo contabiliza ainda 29 feridos entre graves e ligeiros.

Do balanço da campanha eleitoral iniciada a 31 de Agosto e que vai no seu nono dia, consta ainda a detenção de 33 pessoas devido à vandalização de material de propaganda eleitoral e por envolvimento em actos de violência. A polícia e os órgãos eleitorais apelam à adoção de uma conduta saudável. O chefe de estado moçambicano, Filipe Nyusi, reforçou o apelo.

Concorrem para as eleições gerais de 15 de Outubro, em que serão pela primeira vez eleitos governadores provinciais, quatro candidatos à presidência da República: Filipe Nyusi da Frelimo, Ossufo Momade da Renamo, Daviz Simango do MDM e Mario Albino do AMUSI.

Mais pormenores com o nosso correspondente em Maputo, Orfeu Lisboa.

Correspondência de Orfeu Lisboa 08/09/2019 ouvir