rfi

No ar
  • RFI em Português
  • Noticiário em Português
  • RFI Mundo

Renamo Moçambique Crise Ossufo Momade

Publicado a • Modificado a

Moçambique: guerrilheiros da Renamo ameaçam líder

media
Ossufo Momade, presidente da Renamo, alvo de ameaças de guerrilheiros da Renamo. AFP

Em Moçambique guerrilheiros da Renamo ameaçam de morte Ossufo Momade, presidente do partido da perdiz. O líder dos revoltosos Mariano Chissinga exigiu que o sucessor de Afonso Dlhakama renuncie ao cargo até 10 de Julho e seja indicado um novo candidato para as eleições de 15 de Outubro.


O posicionamento do general Mariano Chissinga ocorreu na Gorongosa, província central de Sofala.

Os revoltosos acusam Momade de perseguir e executar oficiais da antiga guerrilha.

"Matou o nosso brigadeiro, espera a resposta Ossufo ! Povo moçambicano ouve isto: nós já não temos pacto com o Ossufo ! Este foi o aviso deixado por Chissinga ao falar à imprensa.

A Renamo, através do seu porta-voz José Manteigas, prometeu à agência Lusa pronunciar-se sobre o caso nesta quinta-feira, 13 de Junho.

Os insurrectos acusam Momade de ter mandado matar um brigadeiro do quartel general da Renamo e de ter detido outros dois.

Os revoltosos contestam as listas elaboradas por Ossufo Momade visando o processo de desarmamento e desmobilização, negociado com o governo da Frelimo.

Para os revoltosos Momade estaria a ser "usado" a mando do SISE, Serviços de informação e segurança do Estado.

Ouça aqui excerto das declarações de Mariano Chissinga, a voz dos guerrilheiros revoltosos da Renamo.

Mariano Chissinga, general da Renamo, antiga guerrilha moçambicana 12/06/2019 ouvir

Com a colaboração de Orfeu Lisboa em Maputo.