rfi

No ar
  • RFI em Português
  • Noticiário em Português
  • RFI Mundo
Ciência
rss itunes

Moçambique precisa de 50 milhões de Dólares para reflorestação

Por Liliana Henriques

Nesta Terça-feira, em Maputo, no âmbito da Conferência sobre a gestão de florestas e mudanças climáticas, o governo moçambicano indicou estar a tentar reconstituir o mangal da zona da Beira no intuito de prevenir e minimizar, no futuro, os efeitos de catástrofes como a passagem do ciclone Idai. O executivo, contudo, referiu debater-se com um défice de cerca de 50 milhões de Dólares para levar a bom porto esta missão. De acordo com dados oficiais, cerca de 43% do território moçambicano é constituído por zonas florestais, mas estas zonas verdes que funcionam como barreiras contra os efeitos das mudanças climáticas, têm estado sob forte pressão, sendo que a reconstituição das zonas de mangal têm que responder a vários critérios aqui enunciados por René Machoco, coordenador de projectos na área da floresta e conservação na ONG Justiça Ambiental.

Arqueólogos querem resolver mistério das estruturas piramidais da ilha do Pico

Alterações climáticas: milhões de pessoas em perigo nas zonas costeiras