rfi

No ar
  • RFI em Português
  • Noticiário em Português
  • RFI Mundo

Governo Renamo Moçambique Política Parlamento Ciclone Idai 2019 Ciclone Catástrofe ambiental MDM

Publicado a • Modificado a

Moçambique: Vítimas com fome e falta de água

media
Menino que recebeu ajuda num centro de acolhimento em Dondo, a 35 quilómetros da Beira. 27 de Março de 2019. Yasuyoshi CHIBA / AFP

Uma comissão de inquérito da Assembleia da República será criada para investigar denúncias de falta de comida e água nos centros de acomodação na província de Sofala. A proposta foi submetida pela Renamo que, durante uma visita efectuada aos centros de acomodação na Província de Sofala no centro de Moçambique, deparou com situações de fome e falta de água para as vítimas do ciclone IDAI.


A Assembleia da República vai criar uma comissão de inquérito para averiguar denúncias de má gestão e desvio da ajuda humanitária destinada às vítimas do ciclone IDAI nas Províncias do centro do país. Verónica Macamo, Presidente do órgão, aprovou a decisão.

O pedido foi submetido pelo principal partido da oposição após constatar, avançou o deputado André Madjibire, irregularidades em alguns centros de acomodação.

O MDM, outra força da oposição, juntou-se à Renamo justificou José Lobo vice-chefe da bancada parlamentar.

Para a Frelimo a denúncia deve ser investigada sem que se faça aproveitamento político da situação defendeu a chefe da bancada, Margarida Talapa.

Preocupações ouvidas na plenária da Assembleia da República num dia em que arrancou na Província de Sofala no centro de Moçambique, por sinal a mais devastada pelo ciclone IDAI, a campanha de vacinação contra a cólera, epidemia que já provocou dois óbitos. Serão abrangidas por esta campanha que decorre até ao dia 8 deste mês de Abril, nove mil pessoas.

Mais pormenores com o nosso correspondente, Orfeu Lisboa.

Correspondência de Moçambique 03/04/2019 ouvir