rfi

No ar
  • RFI em Português
  • Noticiário em Português
  • RFI Mundo

África Lusófona Moçambique Cabo Delgado Ataques

Publicado a • Modificado a

Petrolífera Anadarko alvo de dois ataques em Cabo Delgado

media
Província de Cabo Delgado, no norte do Moçambique (imagem e ilustração) wikipédia

A empresa petrolífera Anadarko indica ter sido alvo de dois ataques, relacionados, ontem, em Cabo Delgado, no norte do País, dos quais resultaram um morto e seis feridos. É a primeira vez que operadores económicos são directamente alvo dos ataques que têm ocorrido naquela zona do País há um pouco mais de um ano e meio.


"O primeiro ataque envolveu uma caravana, da multinacional norte-americana Anadarko, em Cabo delgado, e causou ferimentos não letais em seis trabalhadores, que receberam ou estão ainda a receber tratamento. O segundo ataque, que envolveu uma empresa contratada para construir uma pista de aterragem para o projeto, resultou numa morte", pode ler-se em comunicado ‘online’ da Anadarko.

Um dia depois destes ataques, o novo Director do Centro de Análise Estratégica da CPLP, com sede em Maputo, o Capitão brasileiro de Mar e Guerra, Evandro Camilo, revelou ser uma prioridade estudar a situação dos ataques de insurgentes.

Evandro Camilo falava durante o seminário internacional político - estratégico que decorreu hoje na capital moçambicana, e considerou ainda que vários Estados - membros do espaço lusófono estão a ser confrontados com alguns dos mais sérios desafios.

Oiça aqui as palavras de Evandro Camilo, na crónica do correspondente da RFI em Moçambique, Orfeu Lisboa :

 

Orfeu Lisboa, correspondente da RFI em Moçambique 22/02/2019 ouvir