rfi

No ar
  • RFI em Português
  • Noticiário em Português
  • RFI Mundo

Fraude África do Sul Moçambique Manuel Chang Dívida Oculta Prisão Estados Unidos

Publicado a • Modificado a

Presidente da África do Sul em curta visita a Moçambique

media
Cyril Ramaphosa, Presidente da África do Sul. Lintao Zhang/POOL Via REUTERS

No âmbito de uma curta visita de um dia em Maputo, o Presidente sul-africano Cyril Ramaphosa, foi recebido esta manhã pelo seu homólogo moçambicano, com as relações de cooperação entre os dois países na ementa das suas discussões, segundo informou a presidência de Moçambique.


Este encontro aconteceu numa altura em que o antigo ministro das finanças de Moçambique, Manuel Chang, está detido desde 29 de Dezembro no país vizinho onde aguarda uma decisão sobre o pedido de extradição emitido pelos Estados Unidos que o acusam de fraude financeira e lavagem de dinheiro no quadro do escândalo da dívida oculta contraída em 2013-2014 pelo governo da época, sem conhecimento do parlamento.

Manuel Chang deve em princípio saber na próxima Sexta-feira se a justiça sul-africana dá luz verde à sua extradição para os Estados Unidos ou se opta por outra possibilidade, nomeadamente a de entregar o antigo governante às autoridades de Maputo, conforme pediram a Pretória, no intuito de conduzir o seu julgamento em Moçambique.

Ainda antes da visita hoje do Presidente sul-africano a Moçambique, a chefe da diplomacia sul-africana Lindiwe Sisulu fez saber ontem à tarde à imprensa do seu país que a detenção do antigo governante moçambicano bem como a prisão em Moçambique de André Hanekom, cidadão sul-africano acusado de apoiar grupos armados em Cabo Delgado seriam temas em discussão hoje.

Referindo-se nomeadamente à detenção de Manuel Chang, a ministra sul-africana dos Negócios Estrangeiros sublinhou que este caso não afecta as relações bilaterais.

"A Interpol e a África do Sul têm um protocolo, mediante o qual podem fazer-nos um pedido para deter um passageiro que passe pelos nossos portos, desde que nos adiantem uma razão", argumentou a chefe da diplomacia sul-africana em resposta a informações segundo as quais as relações entre os dois países vizinhos tinham ficado abaladas por esta detenção.

Mais pormenores com Orfeu Lisboa.

Orfeu Lisboa, correspondente da RFI em Maputo 14/01/2019 ouvir