rfi

No ar
  • RFI em Português
  • Noticiário em Português
  • RFI Mundo

Renamo Moçambique Frelimo Política Militares África Lusófona

Publicado a • Modificado a

Moçambique: União Europeia apoia desmilitarização

media
União Europeia. Eddy LEMAISTRE / Contributeur / Getty Images

A União Europeia vai disponibilizar 50 milhões de euros para o processo de desmilitarização, desmobilização e reintegração dos guerrilheiros da Renamo, principal partido da oposição em Moçambique.


Uma decisão tomada com base na confiança sobre o futuro político do país, revelou o embaixador da União Europeia em Moçambique, António Benedito.

Recorde-se, no entanto, que a Renamo suspendeu as negociações de paz com o Governo após as Eleições Autárquicas. A partir da Serra da Gorongosa, o Coordenador da Comissão Política da Renamo, Ossufo Momade, exigiu uma comissão de inquérito independente para averiguar o processo eleitoral.

O embaixador da União Europeia manteve um encontro de cortesia com o primeiro-ministro moçambicano, Carlos Agostinho do Rosário. No final, em declarações à imprensa, revelou que as negociações para a retoma do apoio directo ao orçamento de Estado moçambicano - suspenso em 2015 na sequência da descoberta de mais de dois mil milhões de euros de dívida secretamente avalizada pelo anterior Governo - está no bom caminho.

Mais pormenores com o nosso correspondente, Orfeu Lisboa.

Correspondência de Orfeu Lisboa 27/10/2018 ouvir