rfi

No ar
  • RFI em Português
  • Noticiário em Português
  • RFI Mundo

Renamo Moçambique Eleições Política Frelimo MDM

Publicado a • Modificado a

Moçambique: confirmada vitória da Frelimo

media
Moçambicana a votar nas eleições autárquicas a 10 de Outubro de 2018. AFP

Em Moçambique a CNE apontou a Frelimo, partido no poder, como vencedor das quintas eleições autárquicas em 44 dos 53 cidades e vilas autárquicas. A oposição, Renamo e MDM, continuam a contestar estes resultados; o movimento da perdiz ameaçara mesmo recorrer para o Conselho constitucional.


A comissão nacional de eleições CNE proclamou a  Frelimo vencedor das eleições autárquicas de 10 de Outubro em 44 das cinquenta e três cidades e vilas autárquicas.

Verónica Macamo é mandataria do partido no poder e admite que a meta passava pela obtenção de todas as autarquias, o que não se acabou por concretizar.

A Renamo, por seu lado, primeiro partido da oposição, que boicotara as últimas autárquicas, venceu em oito autarquias, nomeadamente no centro e norte do país, e isto segundo a CNE.

André Magibire mandatário do partido contesta este resultado.

O MDM, outro partido da oposição, que no passado beneficiara do boicote da Renamo no pleito local anterior (obtendo Nampula, Quelimane e Beira), desta feita, venceu apenas no município da Cidade da Beira e através do seu mandatário José de Sousa lamenta a forma como decorreram as quintas eleições autárquicas. 

A CNE considera que o processo eleitoral referente às quintas eleições autárquicas decorreu dentro da normalidade apesar de alguns incidentes.

A Renamo ameaçara que a manterem-se os resultados anunciados anteriormente ao nível distrital, iriam recorrer para o Conselho Constitucional.

Confira aqui a reportagem de Orfeu Lisboa.

Reportagem de Orfeu Lisboa 24/10/2018 ouvir