rfi

No ar
  • RFI em Português
  • Noticiário em Português
  • RFI Mundo

Igreja Católica Jovem Juventude Bispo Paz Conflito Moçambique África Lusófona

Publicado a • Modificado a

Católicos moçambicanos apelam jovens a rejeitar grupos armados

media
Primeira jornada da juventude em Chimoio, Moçambique, com católicos pedindo a jovens a rejeitar violência AFP

A Igreja católica insta jovens a não se deixarem aliciar por grupos que semeiam luto e o terror nos distritos de Cabo Delgado, em Moçambique. O presidente da comissão dos bispos católicos falava em Chimoio, na jornada da juventude a quem apelou para não recorrer à violencia para fazer valer as suas reivindicações. 


A Igreja católica de Moçambique, apela a jovens moçambicanos para que não se deixem aliciar pelos grupos que através de assassinatos de civis, saque e destruição de bens públicos e privados semeiam luto e o terror em alguns distritos da província de Cabo Delgado no norte do país.  

Dom Inácio Saúre, Presidente da Comissão dos Bispos Católicos para a Pastoral da Juventude, declarou que "a juventude não pode de modo nenhum aceitar resolver os problemas na base da violência".

"Portanto, meu grande apelo, grande apelo da Igreja, é que os jovens não adiram a todo o tipo que seja de violência para ser resolvida qualquer que seja o problema", sublinhou, Dom Inácio Saúre.

Um apelo do também arcebispo de Nampula dirigido aos mais cinco mil jovens de todas as províncias moçambicanas que se juntaram na cidade de Chimoio, no centro do país para participarem da primeira jornada nacional da juventude que encerra neste Domingo.

Entretanto, relatos que chegam de Cabo Delgado dão conta de que a população continua a abandonar as suas zonas de residência devido a onda de ataques protagonizados de forma esporádica por grupos de conotação islâmica. 

De Maputo, o nosso correspondente, Orfeu Lisboa. 

Orfeu Lisboa, correspondente em Maputo 24/06/2018 ouvir