rfi

No ar
  • RFI em Português
  • Noticiário em Português
  • RFI Mundo

Moçambique África Lusófona Política Terrorismo Decapitação Morte Terrorista

Publicado a • Modificado a

Moçambique: Grupo armado reivindica decapitações

media
Mocímboa da Praia. Imagem de Ilustração. Lusa

Um grupo armado, e de cara tapada, reivindicou a decapitação de dez pessoas no norte de Moçambique, na província de Cabo Delgado, num vídeo difundido pela Televisão de Moçambique. A TVM assegurou que obteve a gravação junto das autoridades que estão a investigar o caso.


Foram 30 segundos de uma gravação em que um grupo armado, e de cara tapada, reivindicou a decapitação de dez pessoas.

Recorde-se que 10 pessoas, dos quais dois adolescentes, foram mortos com recurso a catana num acto protagonizado por um grupo de homens desconhecidos e em fuga, na província de Cabo Delgado, no norte de Moçambique.

De referir ainda que, de acordo com o Comando Geral da Polícia, desde o início dos ataques em Outubro de 2017, 300 pessoas foram já detidas entre cidadãos moçambicanos e estrangeiros.

Mais pormenores com o nosso correspondente, Orfeu Lisboa.

Um vídeo que circula nas redes sociais mostra parte dos 10 corpos espalhados pelo chão e com cabeças decepadas ….um acto levado a cabo por um grupo fundamentalista em dois povoados do distrito de Palma em Cabo Delgado.

Velez Burgraf é membro da comunidade muçulmana em Pemba e distancia-se destes actos.

Em contacto com a comunidade muçulmana numa das mesquitas em Pemba, o governador, Júlio Parruque apelou à vigilância e defendeu que até ao momento a economia não está a ser afectada.

O medo e o terror estão instalados em Cabo Delgado face aos ataques de grupos de inspiração islâmica.

Ouça aqui a correspondência de Orfeu Lisboa, a partir de Pemba.

Correspondência de Orfeu Lisboa em Pemba 31/05/2018 ouvir