rfi

No ar
  • RFI em Português
  • Noticiário em Português
  • RFI Mundo

Renamo Constituição Moçambique Frelimo MDM Eleições gerais

Publicado a • Modificado a

Líder do MDM exige revisão da constituição de Moçambique

media
Daviz Simango, líder do MDM, quer revisão da constituição de Moçambique, aberta à tolerência e à paz DR

O presidente do MDM, Daviz Simango, exige que a revisão da Constituição da República abra espaço à tolerância política e à paz definitiva. As declarações do líder da terceira força política no país foram feitas este domingo no final do congresso do partido que decorreu na cidade da Beira.


A proposta da revisão pontual da constituição da república, em Moçambique, foi já submetida ao parlamento pelo chefe de estado, Filipe Nyusi, para acomodar os consensos sobre a descentralização alcançados à luz do diálogo político com o líder da Renamo Afonso Dhlakama.

Mas esta medida não paraece consensual, pois,o presidente do MDM, terceira força política do país e, na oposição, manifesta o seu desejo que a revisão da constituição marque o fim da intolerância política que se assiste.   

"A revisão constitucional deve trazer resultados, o fortabelecimento da reconstrução da paz efectiva e uma nação em que o Estado se reconcilie com os seus concidadãos", declarou Daviz Simango.

O líder do MDM, Daviz Simango falava durante a II reunião do Conselho Nacional do Movimento Democrático de Moçambique, evento que decorre pelo segundo e último dia na cidade da Beira, com os olhos postos nas próximas eleições.

Daviz Simango, quer uma participação, que se pretende vitoriosa, nas 5ªs eleições autarquicas de 10 de Outubro deste ano e nas gerais (presidenciais e legislativas) e das assembleias provinciais de 15 de Outubro de 2019 de acordo com o anúncio da presidência em comunicado.

De Maputo, o nosso correspondente, Orfeu Lisboa.

Orfeu Lisboa, correspondente em Maputo 15/04/2018 ouvir