rfi

No ar
  • RFI em Português
  • Noticiário em Português
  • RFI Mundo

Renamo Nampula Eleições Moçambique MDM Frelimo África Lusófona

Publicado a • Modificado a

Líder do MDM, activo em Nampula, norte de Moçambique

media
Eleitor moçambicano nas intercalares de 24 de janeiro, em Nampula, à espera da segunda volta Imagem de Ilustração. Isaac Kasamani / AFP

Em Moçambique, o presidente do MDM, apela a um voto consciente na segunda volta das eleições intercalares ainda sem data, na província de Nampula. Daviz Simango está a trabalhar nesta província visando mudar a imagem da sua formação politica, frente a candidatos da Frelimo e da Renamo e com os olhos postos nas autárquicas de outubro.


Ainda sem data marcada e posição assumida pelo governo moçambicano, o município de Nampula, no norte de Moçambique, prepara-se para ir a votos, no quadro de uma segunda volta.

Segundo a lei eleitoral, tem de haver uma segunda volta das intercalares, já que, da eleição de 24 de Janeiro, nenhum dos candidatos obteve a maioria. 

Daviz Simango, Presidente do Movimento Democrático de Moçambique, MDM, apela aos munícipes de Nampula ao voto consciente no escrutínio que será disputado por Amisse Cololo candidato a Presidente do município pela Frelimo e Paulo Vahanle pela Renamo. 

O presidente do MDM, Daviz Simango, trabalha, nos últimos dias, em Nampula, no norte de Moçambique, e com os olhos postos nas eleições autárquicas marcadas para 10 de Outubro. 

De Maputo, o nosso correspondente, Orfeu Lisboa.

Orfeu Lisboa, correspondente em Maputo 04/02/2018 ouvir