rfi

No ar
  • RFI em Português
  • Noticiário em Português
  • RFI Mundo

SADC Corredor Transporte Ferrovia Porto Estradas Rodovia Infraestrutura Moçambique

Publicado a • Modificado a

Moçambique: reunião dos Ministros dos Transportes da SADC

media
Logótipo da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral - SADC Greentubing

Ministros dos Transportes da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral responsáveis pelos Corredores de Desenvolvimento da Beira e Norte/Sul reunidos na cidade da Beira.


Os ministros dos Transportes de Moçambique, África do Sul, República Democrática do Congo, Malawi, Zâmbia, Zimbabué e Botswana reuniram-se esta quarta-feira (26/07) na cidade da Beira, centro de Moçambique.

O Banco Africano para o Desenvolvimento BAD anunciou um investimento de 500 milhões de dólares americanos já no próximo ano, para a construção de infraestruturas ao longo dos corredores de desenvolvimento que ligam Moçambique, Malawi e Tanzânia.

A informação foi avançada pelo representante da instituição no encontro que decorreu hoje na cidade da Beira, no centro do país entre os Ministros dos Transportes da SADC.

Carlos Mesquita, ministro moçambicano dos Transportes e Comunicações enumerou os projectos que o país já está a desenvolver nesse sector:

"Estamos a trabalhar na implementação de um pacote de cerca de 120 milhões de dólares, na aquisição de equipamento e capacitação da linha férrea de Ressano Garcia, uma infraestrutura indispensável para a dinamização do Corredor de Maputo [pois]Moçambique está determinado na criação das condições necessárias para a facilitação da circulação de pessoas e bens".

No final da reunião de um dia serão assinados dois memorandos de entendimento: um sobre o Corredor de Desenvolvimento da Beira, que em Moçambique compreende o Porto da Beira, a linha férrea de Machipanda (que liga Moçambique ao Zimbabué) e a Estrada Nacional N°6, os ministros abrangidos acordaram uma melhor coordenação de esforços, para mobilizar financiamentos de projectos de infraestruturas.

O segundo memorando de entendimento diz respeito ao Corredor Norte/Sul, que é uma iniciativa da SADC com que se pretende dinamizar e impulsionar o desenvolvimento de infraestruturas fronteiriças, rodoviárias, ferroviárias e portuárias para facilitar a circulação eficiente de bens e serviços nos nove países atravessados: desde o porto de Durban na África do Sul até ao interior da República Democrática do Congo, passando por Moçambique, Botswana, Malawi, Zimbabué, Zâmbia e Tanzânia.