rfi

No ar
  • RFI em Português
  • Noticiário em Português
  • RFI Mundo

Moçambique Corrupção Direito Justiça

Publicado a • Modificado a

Moçambique : Ex ministro condenado a cadeia efectiva

media
Beira mar em Maputo ADRIEN BARBIER / AFP

O Tribunal Judicial de Maputo decidiu hoje pela condenação e a uma pena efetiva de dois anos prisão ao antigo ministro da Justiça, Assuntos Constitucionais e Religiosos Abdulrremane Lino de Almeida por abuso de funções e remunerações indevidas.


O antigo ministro deu a entender que irá recorrer da sentença ora imposta, negando ter praticado qualquer acto ilícito no âmbito das suas funções públicas.

Lino de Almeida foi acusado de abuso de funções e de pagamento de renumerações indevidas quando assumia o cargo num valor que ascende a 1,78 milhões de meticais (25 649 euros).

Segundo o site moçambicano “Ídolo”, o acusado disse na sua defesa que esta deslocação foi uma decisão presidencial embora a ordem não fosse escrita.

De Almeida é também acusado de ter usufruído de 100% de ajudas de custo, mais 7000 dólares quando devia ter recebido apenas 3.

Foi o juiz João Guilherme a ler esta sentença inédita em Moçambique para um antigo governante.

Recorde-se que durante o seu mandato, o antigo ministro moçambicano da Justiça, Assuntos Constitucionais e Religiosos financiou a uma viagem a Meca (Arábia Saudita), para uma cerimónia religiosa a três pessoas sem vínculo com a  função pública.

Confira aqui a correspondência de Maputo de Orfeu Lisboa.

 

correspondência de Orfeu Lisboa 14/07/2017 14/07/2017 ouvir