rfi

No ar
  • RFI em Português
  • Noticiário em Português
  • RFI Mundo

Moçambique Política Dívida África Lusófona

Publicado a • Modificado a

Moçambique: Relatório revela irregularidades nas dívidas

media
Barcos de pesca da Ematum e 8 lanchas de patrulha da Proindicus. STRINGER / AFP

A Procuradoria-Geral da República divulgou este sábado o relatório das dívidas ocultas e apontou uma série de irregularidades na contracção da dívida.


A auditoria às dívidas ocultas moçambicanas deixou por esclarecer o destino dos dois mil milhões de dólares contraídos por três empresas estatais entre 2013 e 2014, anunciou a Procuradoria-Geral da República.

As garantias, que foram dadas na altura, foram passadas sob a presidência de Armando Guebuza, sem o conhecimento do parlamento, nem dos parceiros internacionais, como por exemplo o Fundo Monetário Internacional. Os empréstimos foram contraídos pelas empresas Ematum, Proindicus e MAM.

O Fundo Monetário Internacional já reagiu à notícia. O FMI considera que a auditoria às dívidas ocultas do país deixou pontos por esclarecer e vai enviar uma missão para avaliar a situação.

Segundo um comunicado emitido pelo FMI, uma missão do corpo técnico da organização visitará Moçambique de 10 a 19 de julho para discutir os resultados da auditoria com as autoridades.

O escândalo das dívidas ocultas rebentou em Abril de 2016: 850 milhões de dólares de dívidas para a Ematum, 622 milhões para a Proindicus e 535 para a MAM.