rfi

No ar
  • RFI em Português
  • Noticiário em Português
  • RFI Mundo

Ataques Terrorismo Cabo Delgado Moçambique Eleições África Lusófona

Publicado a • Modificado a

Ataques terroristas podem prejudicar eleições em Moçambique

media
Moçambicanos na fila para votarem em eleições autárquicas de 2018 ANTÓNIO SILVA/LUSA

Em Moçambique, ataques armados em Cabo Delgado e chuvas nas regiões norte e centro de Moçambique podem comprometer realização dos trabalhos com vista às eleições presidenciais marcadas para 15 de Outubro deste ano. Mas, segundo o porta-voz da CNE, "Cabo Delgado é uma situação nova, mas também já tivemos a mesma situação nas províncias no centro do país.


A Comissão Nacional de Eleições, CNE, em Moçamboque, receia que os ataques armados que continuam a registar-se em alguns distritos da província de Cabo Delgado, no extremo norte do país, causem problemas à logística para a realização das presidenciais.

Outro problema são as chuvas que caem na região centro e norte do território nacional que também possam condicionar a realização dos trabalhos com vista às eleições presidenciais agendadas para 15 de outubro deste ano.

Para Paulo Cuinica, porta-voz da CNE, "Cabo Delgado é uma situação nova, mas também já tivemos a mesma situação nas províncias no centro do país.

"Com o empenho dos órgãos eleitorais foi possível a realização do recenseamento, por exemplo, em 2013 e 2014."

Paulo Cuinica, revelou ainda que, ao momento, o órgão dispõe de apenas 84 milhões dos 280 milhões de euros necessários para a realização do escrutínio. 

De Maputo, o nosso correspondente, Orfeu Lisboa. 

Orfeu Lisboa, correspondente, em Maputo 16/02/2019 ouvir